O seu site 10x mais rápido em Angola

“Nos últimos 15 anos Angola viu crescer o número de utilizadores de internet 280 vezes. Neste momento são mais de 6 milhões de pessoas com acesso à internet. Este número é já superior à Dinamarca e com um crescimento 10 vezes superior. Dito isto, ainda hoje, apenas um em cada quatro residentes em Angola estão online, existe ainda um grande potencial para um crescimento no futuro” – Cloudflare

Em Setembro a Cloudflare anunciou uma nova expansão da sua rede de data centers e são já 100 localizações. Entre as novas localizações estão Lisboa e Luanda.

cloudflare-network-map

Para quem trabalha com o mercado Angolano isto são boas noticias pois mesmo no plano gratuito que a Cloudflare disponibiliza este serviço pode reduzir a latência de um site em 10 ou mais vezes dependendo da localização do servidor. Ou seja, obter entre 10 e 20ms na ligação do utilizador localizado em Angola.

Quando acedemos a um site estamos sempre a ligar-nos a um servidor e dependentes da ligação e distância entre a nossa localização e a do servidor. Com um serviço de CDN, como o que a Cloudflare disponibiliza, parte ou a totalidade do site é armazenada (cached) na localização mais próxima do utilizador e isso torna as velocidades de acesso mais rápidas.

Existem diversos serviços de CDN mas a Cloudflare é das mais utilizadas e das poucas que oferecem um plano gratuito bastante estável. Para sites com um alto volume de visitas ou com grandes distâncias entre o utilizador e o servidor, um serviço de CDN é normalmente uma boa aposta. No caso de sites com baixo volume e onde o servidor está próximo do utilizador a implementação de um CDN por vezes não compensa o aumento de trabalho de manutenção e é sempre mais uma coisa que pode falhar.

Uma vez que um número significativo de empresas em Portugal têm relações comerciais com Angola, esta pode ser uma solução de baixo custo para tornar os seus sites mais acessíveis ao mercado Angolano e onde nem sempre as ligações são as mais rápidas.

Ao implementar um CDN, com um rede distribuida, está a reduzir a latência em diversas localizações em simultâneo. Por exemplo, um site a funcionar num servidor na Europa com o CDN da Cloudflare está a reduzir a latência nos 5 continentes. Ou seja, tanto os utilizadores em Luanda, Brasil, Macau ou Nova Iorque são beneficiados.

Com isto não queremos dizer que a Cloudflare é a melhor solução ou que não existem outras questões a ter em mente. Por exemplo:

  • o serviço SSL (https) da Cloudflare na versão gratuita não é compativel com todos os browsers e não funciona em Windows XP ou as primeiras versões de Android/iOS.
  • as mensagens de erro acontecem ocasionalmente mas mais do que seria desejado
  • as mensagens de erro na versão gratuita não podem ser customisadas e mostram o branding da Cloudflare
  • obriga a limpeza manual do cache quando são efectuadas algumas modificações ao código do site

Estas e outras questões devem ser tidas em conta antes de tomar a decisão mas a versão gratuita do Cloudflare pode ser uma solução vantajosa para alguns casos.

Se precisar de ajuda com esta decisão (seja ou não nosso cliente) pode contactar-nos. Estamos sempre disponíveis para ajudar com dúvidas relacionadas com o seu site.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *